29 julho 2006

Ide, senhora, ide...

Andei à procura por ali e por aqui mas não cheguei a nenhuma conclusão quanto às razões, assim preto no branco, trigo limpo farinha amparo, embora "tortura" seja uma razão perfeitamente válida.
O nosso país pode efectivamente ser uma "pain in the butt" principalmente para as almas sensíveis e para quem vive com salários de merda e chega ao fim do mês a comer comida enlatada para cão, nutritiva, sem dúvida, mas é para cão, percebido?
Que se vão embora os génios, ái que tristeza, ái jesus! E os que cá ficam? Aqueles a quem ninguém deu medalhas nem subsídios e continuam a fazer a sua arte conforme podem e sabem? E os que estão para nascer?
Quem não está bem muda-se, haja vontade e dinheiro e à senhora nem uma nem o outro faltam. A porta do aeroporto é serventia da "casa", faça favor...

(daqui)

26 julho 2006

Djoyeus Aniversaire, Mich!

Et bien, parabéns Mich, qu’on ne fait 50 années qu’une fois dans la vie.
J'ai essayé de trouver les mots de joyeux anniversaire en Wallons mais "nada" !
"Tá bem, tá bem" je n’ai pas de
moules avec des frites ni les Leonidas, ni la potée aux carottes ni le coelho luso-belga bien mijoté mais j'ai mis Brel pour toi, pas mal!
Beijinhos

25 julho 2006

21 julho 2006

Felíz día del Amigo!

(email)
Pudera! Com esse feitiozinho de merda só se for algum israelita...

17 julho 2006

Absolute Marilyn

(daqui)

O "Absolute" foi o vencedor do concurso internacional lançado para a renovação da cidade de Mississauga, nos arredores de Toronto. Da autoria do atelier MAD (Pequim), o projecto consiste numa sensual e curvilínea torre de 50 andares de betão e vidro a ser construída até 2010 e já conhecida por "Marilyn Monroe". "Aos potenciais interessados num apartamento deste condomínio põe-se agora o problema não de preço, mas de localização: perna, peito ou coxas?"

PS: entretanto o sucesso de vendas foi tal que já está na calha um "Absolute World 2".

11 julho 2006

Zizou e o pica-miolos

(daqui)

Custou-me muito a cabeçada do Zidane.
Porque gosto do homem, do jogador, daquela postura (aparentemente) impenetrável e impermeável a provocações baratas. Um senhor, é o que ele é.
Alguns segundos bastaram para resumir uma carreira gloriosa a uma mancha, uma atitude impensada, a quente, um jacto de raiva descarregado no peito de Materazzi.
Não há desculpa. É um profissional, conhece os adversários, sabe-lhes as manhas, devia saber afastar-se a tempo. Também é humano, mas isso não vem ao caso nem é tido em conta, estilo "padre não tem pila". É um ponto de vista tão válido como qualquer outro.
Gostava de saber o que terá dito o pica-miolos italiano para toldar o raciocínio de Zizou. É um pormenor, mas gostava. E já que era para perder a cabeça, então perdia em estilo: deixava-lhe uma recordação para o resto da vida e avançava-lhe com um biqueiro nos tomates.
Era o que eu faria, mas eu sou gaja e não bato bem da bola.

08 julho 2006

08 de Julho de 1997



Parabéns, meu amor...

05 julho 2006

Salope!











Gajos, vocês foram fantásticos!
Contrariamente ao que é habitual ver no nosso futebol, deram sempre o litro até ao fim.
Talvez por isso tenha pena mas não esteja triste. Transfiguraram-se e transfiguraram-nos... soa pomposo como a merda, mas é assim.

(daqui)


02 julho 2006

O voo do Leão

(daqui)
Tens razão Teresa, estava a ser muito injusta.
Aqui está o nosso menino a provar que os Leões. além de garras, também voam.