30 junho 2006

7º Funchal Jazz Festival

JARDINS QUINTA MAGNÓLIA
6 - 7 - 8 de Julho 2006
Programação

6 de Julho – 21h30
JOANA MACHADO
PAQUITO D’RIVERA QUINTET


7 de Julho – 21h30
IVAN LINS GROUP
LONNIE BROOKS BLUES BAND

8 de Julho – 21h30
LAÏKA FATIEN
McCOY TYNER SEPTET

the story of Impulse! Records

ACTIVIDADES PARALELAS
Irish Pub (Crowne Plaza Hotel) - 6, 7 e 8 Julho - 23h30
*LISMAD CONNECTION 06
Jardins Quinta Magnólia - 6, 7 e 8 Julho - 21h / 24H00
*GRANDE FEIRA DO DISCO JAZZ & BLUES


cadeiras 10,00 euros
peão 7,50 euros
50% desconto para estudantes e 3ª idade


"Vai-se?
Vai-se, compra os bilhetes.
E os putos?
Logo se vê quem vai ter o privilégio de os aguentar até à 1 da manhã.
Hum...
Em casos tais ficam para lá a rebolar-se na relva e a ficar insuportáveis by the minute.
Vai ser melhor levar cordas e fita adesiva.
Isso! E então... vai-se?
Vai-se!"

29 junho 2006

24 junho 2006

"Qual é o jogador português que mais titila as meninas?"

Numa altura em que anda toda a gente agarrada pela(s) bola(s), a Gotinha lançou um mui oportuno inquérito cujo título aparece ali em cima. Eu já votei.
Cada menina só tem de carregar no link ali em baixo e votar uma vez dando o nome de dois jogadores titilantes (não sei, esta palavra caíu-me no goto!). O prazo termina na segunda-feira, 26.
Assim sendo...


(PS: mãe, se não gostas, vai lá e escolhe os teus, olha que história!)

21 junho 2006

21.06.2006

(daqui)

Tal como dizes, hoje foi um bom dia: começou o Verão, comemos 2 pratos de chilli, e acabaram 3 meses de nó na garganta.
Tudo está bem quando acaba bem.

Universal 2006





(via email)

18 junho 2006

Uma Turma

(daqui)

Extracto aproximado do diálogo de hoje, pelas 12h00, enquanto se preparavam molemente para o jogo de futebol "casados e solteiros":
compadre: ... e nem devia estar aqui, deitei-me às 4 da manhã. Fui jantar com uma turma...
antonymous: (de olho guloso arregalado) Com a Uma Thurman?!?!
compadre: não! Com uma turma!
antonymous: (desapontado) ah...
Resultado do jogo: 7-6
Melhor jogador em campo: a rotweiller Nikas

15 junho 2006

Assertividade

O Não custava-lhe. Era assim como uma unha encravada, um arrancar de dentes sem anestesia, um copo de fel. Quando parecia querer subir-lhe aos lábios logo todos os anticorpos se mobilizavam para fazer crescer aquele nó na garganta, provocar aquela secura de boca que o remetia de novo ao canto escuro de onde nunca conseguia sair.
O Sim, por sua vez, era uma puta doida que lhe saía boca fora por dá cá aquela palha. Tornava a vida fácil aos outros e a dela num beco sem saída, num inferno em vida, esgotando-a de tanto se oferecer.
E foi assim, esgotada e já sem crédito de si mesma que um belo dia decidiu que assertividade não seria mais palavra vã e que do Não faria a sua bandeira. E tão orgulhosa ia da sua recém-descoberta coragem que só se apercebeu do assalto já a arma estava para ela apontada. E quando lhe exigiram a carteira, abriu bem os olhos e disse, pela primeira vez, "Não!".
Segundos depois caía no chão, os olhos arregalados, espantados ainda com o impacto da nova palavra. Da boca saía-lhe agora o Sim aos borbotões, expulso para sempre do seu vocabulário e da sua vida. Esboçou um leve sorriso de alívio e fechou os olhos.

12 junho 2006

Santo António com manteiga

(daqui)

... e faz hoje 18 anos qu'o gajo me perguntou, entre copos e sardinhas, se eu gostava de manteiga.
A mim, que nunca tinha visto o "Último Tango..."! Na minha Santa Ignorância, disse que sim.
E cá estamos...

08 junho 2006

Anúbis e Ísis


Entraram ontem para a família.

03 junho 2006