31 janeiro 2006

George "look at me, no wings" Bush

O homem cá de casa sonha que um dia acabarão por inventar um frango sem pele nem ossos.
À falta de frango temos este belo peru desarticulado acabado de chegar da Zona D.
Se o dito ficar entalado, usem o rato... Olha p'ra mim mãe, sem asas!

27 janeiro 2006

Momento ácido sulfúrico do dia...

O meu sonho, neste preciso momento, era pastar cabras no Masai Mara.
Mas não posso, tenho de ir a uma reunião.

26 janeiro 2006

Momento ácido sulfúrico do dia...

...to match my mood. Na falta de voodoo butter underpants e do cão do download que não arranjo de maneira nenhuma, ficam então as palavras do Artista.

"Bobby Brown",

Hey there, people, I'm Bobby Brown
They say I'm the cutest boy in town
My car is fast, my teeth is shiney
I tell all the girls they can kiss my heinie
Here I am at a famous school
I'm dressin' sharp 'n' I'mactin' cool
I got a cheerleader here wants to help with my paper
Let her do all the work 'n' maybe later I'll rape her

Oh God I am the American dream
I do not think I'm too extreme
An' I'm a handsome sonofabitch
I'm gonna get a good job 'n' be real rich

(get a good
get a good
get a good
get a good job)

Women's Liberation
Came creepin' across the nation
I tell you people I was not ready
When I fucked this dyke by the name of Freddie
She made a little speech then,
Aw, she tried to make me say "when"
She had my balls in a vice, but she left the dick
I guess it's still hooked on, but now it shoots too quick

Oh God I am the American dream
But now I smell like Vaseline
An' I'm a miserable sonofabitch
Am I a boy or a lady...I don't know which

(I wonder wonder
wonder wonder)

So I went out 'n' bought me a leisure suit
I jingle my change, but I'm still kinda cute
Got a job doin' radio promo
An' none of the jocks can even tell I'm a homo
Eventually me 'n' a friend
Sorta drifted along into S&M
I can take about an hour on the tower of power'
Long as I gets a little golden shower

Oh God I am the American dream
With a spindle up my butt till it makes me scream
An' I'll do anything to get a head
I lay awake nights sayin', "Thank you, Fred!"
Oh God, oh God, I'm so fantastic!
Thanks to Freddie, I'm a sexual spastic
And my name is Bobby Brown
Watch me now, I'm goin down,
And my name is Bobby Brown
Watch me now, I'm goin down,
And my name is Bobby Brown
Watch me now, I'm goin down....

25 janeiro 2006

As visitas

As visitas a esta casa chegam de todos os cantos do mundo, por alguma coisa agora lhe chamam "Aldeia".
Também chegam pelos motivos mais inesperados: "ponta pariu ganga" e "vestuário habitual dos madeirenses" foram duas buscas que aqui trouxeram gente. Quanto à primeira, gabo-lhe o bom gosto e espero que o parto tenha sido rápido e indolor. Quanto ao "Vestuário..." e falando por mim, uso uma folha de bananeira de segunda a sexta e no fim de semana não dispenso a confortável tri-parra. Mas isto sou eu, claro.
Hoje tive a surpresa de ter a visita de um atelier de arquitectura italiano, imagine-se! Pois foi... Contudo, é claro que veio aqui parar por engano.
Assim, aproveito para indicar algumas "casas" onde se mostra / escreve sobre arquitectura, estão aqui ao lado esquerdo e são "Os (In)separáveis" e "Sobre(voando) o Território".
Fica em muito melhores mãos que as minhas, garanto.

"This is what a Honda feels like..."

... enjoy the ride.

20 janeiro 2006

Loja do Cidadão

Hoje fui à Loja do Cidadão pouco antes das 19h00.
À minha frente entrou um homem dos seus oitenta e muitos, andar arrastado, homem de campo sem dúvida, tendo em conta as botas e o chapéu que já tinha visto melhores dias enfiado na cabeça. Tinha um ar deslocado como se fosse a primeira vez que entrava ali e vi que se dirigia à recepção. Avancei para o meu atendimento, lá bem no fundo, e passados uns 10 minutos vejo o velhote avançar para um balcão do outro lado do corredor em amena cavaqueira com uma recepcionista que lhe acompanhava o passo vagaroso e já com os papéis dele nas mãos.
Como havia alguém a ser atendido, ela aguardou e foi explicando como se tirava a senha. Quando chegou a vez dele, puxou-lhe a cadeira para se sentar, virou-se para a funcionária, entregou os papéis, explicou-lhe o assunto e, por fim, virou-se para ele e disse-lhe algo do género "...esta senhora vai tratar de tudo..." ou assim. Despediu-se, ele levantou-se e apertou-lhe a mão evidentemente agradecido.
Enquanto voltava a sentar-se, a recepcionista fez um sinal discreto a um outro funcionário por detrás do balcão e apontou para o velhote e para a saída. Ele percebeu e fez um sinal com a cabeça. Que sim, que o acompanharia até à porta.
Quem me conhece, sabe o bem que digo desta Loja do Cidadão. Não sei como funcionam as outras, mas esta "enche-me as medidas". Para além da vantagem evidente de se ter uma série de serviços ali todos à mão, é o atendimento que me deixa espantada!
Nas poucas vezes que precisei de entrar em repartições, vi de tudo: funcionários a falar ao telefone ou com o colega ignorando olimpicamente quem está do outro lado do balcão, a atender sem um simples "bom dia" que a boa educação pede, com um ar de perfeito enfado e sem qualquer ponta de boa vontade e predisposição para ajudar os utentes. E a situação piorava quando apanhavam pela frente um destes velhotes ou alguém com ar mais humilde. Acredito que existam bons profissionais mas devo ter tido azar.
Daí o meu espanto ao assistir à cena de hoje. E não teve nada de especial, foi um simples caso de "tu precisas de ajuda e eu estou aqui para ajudar... mas também para ser sensível à tua condição e para respeitá-la, sem paternalismos de qualquer espécie".
Há momentos que fazem um dia valer a pena e este foi um deles.

Blending in stinks

(via email)

16 janeiro 2006

Lista dos "Chamava-te Um Figo" de 2005


Indecentemente fanado à São, esta é a lista da People Magazine dos
A foto corresponde ao 4º lugar deles, 1º meu. Bom gosto é assim...
É impressão minha ou está calor aqui ?!

15 janeiro 2006

Um sábado perfeito...

...é levantar tarde, tomar o pequeno-almoço de torradas de pão-de-casa no "Figos" do Caniço, voltar a casa, fazer máquinas de roupa, fazer osso buco para o almoço e puré de favas para o jantar e avançar para a selva que é o jardim (i.e. arrancar a floresta de plantas daninhas, escavunchar a terra e catar as centenas de pedras e pedregulhos pós-obras).
À noite, ver dois episódios seguidos de "House" e jogar Risco durante 4 horas (!?). Foi uma luta renhida durante a qual a História se repetiu: o fedelho mais novo deu-me uma tosa tal que me senti em plena Batalha de S. Mamede.
Ranhoso, ficas sem chocolates durante uma semana!

12 janeiro 2006

Direito de resposta

Para o comentador "anónimo" do post anterior, nas palavras dos muy amados e mesmo venerados Monty Python:

"Sit on my face, and tell me that you love me.
I'll sit on your face and tell you I love you, too.
I love to hear you moralize,
When I'm between your thighs;
You blow me away!

Sit on my face and let my lips embrace you.
I'll sit on your face and let my love be truly.
Life can be fine if we both sixty-nine,
And we'll sit on our faces in all sorts of places and play,
'Till we're blown away!"

10 janeiro 2006

When Love Speaks I

Our revels now are ended. These our actors,
As I foretold you, were all spirits and
Are melted into air, into thin air:
And, like the baseless fabric of this vision,
The cloud-capp'd towers, the gorgeous palaces,
The solemn temples, the great globe itself,
Yea, all which it inherit, shall dissolve
And, like this insubstantial pageant faded,
Leave not a rack behind. We are such stuff
As dreams are made on, and our little life
Is rounded with a sleep.

Joseph Fiennes (Prospero)
William Shakespeare, The Tempest, Act IV, Scene I.
in "When Love Speaks" (RADA)

08 janeiro 2006

O meu banner


Foi feito pela Jacky, claro, quem mais tem paciência para mimar o pessoal desta maneira?
Está lindo, Jacky, obrigada!

05 janeiro 2006

LeTroca

Joguinho recebido hoje por pombo-correio electrónico:

LeTroca

É viciante e ainda só joguei um cadinho de nada mas tenho de ir lavar a loiça e coser as peúgas e passar roupa a ferro e fazer um filho e escrever um livro.
Amanhã planto uma árvore que hoje estou de rastos.
Pensando bem, planto dois pés de couve biológicos que ali estão há meses e dão mais jeito para o caldo verde.
...
...
...
... Tenho que parar de fumar isto.

04 janeiro 2006

Alguns retratos de 2005

Como sempre, chegou por email.
Não sei se são as melhores mas são no mínimo fantásticas umas, lindíssimas outras, muito dolorosas algumas. Comparada com a maioria, esta é quase vulgar. Chama-se "Bald solidarity" e é a minha preferida.